miércoles, 4 de septiembre de 2013

A vida selvagem da Grã-Betanha

O British Wildlife Photography Awards celebra a vida selvagem da Grã-Betanha premiando as mais belas imagens enviadas por fotógrafos de todo o país.
Os vencedores ganharam em várias categorias, como retratos de animais, detalhes naturais, e Grã-Betanha escondida.
Os competidores inscreveram fotos de aves, peixes e mamíferos em extinção.
Mas a imagem feita de dentro d'água de um golfinho na Irlanda foi a grande ganhadora do concurso.
As fotografias vencedoras serão exibidas na Mall Galleries, em Londres, do dia 2 ao 7 de setembro antes de partirem para um tour nacional. 

Os vencedores do British Wildlife Photography Awards foram anunciados. E a grande vencedora foi essa imagem de um incrível encontro com um golfinho intitulada ‘In the living room’ (Na sala, em tradução livre). George Karbus, que registrou o momento, disse que “a visibilidade dentro d’água é muito limitada na Irlanda, e eu tive muita sorte em conseguir fotografar esse momento.”

Essa imagem registrada durante o outono em Devon, no sul da Inglaterra, foi altamente elogiada na categoria bosques selvagens. Danny Green, autor da foto, falou sobre a complexidade de se fotografar mamíferos em extinção. “Este arganaz está hibernando e por isso eu usei um suporte especial para câmera para não assustá-lo”.

A vencedora na categoria Grã-Bethanha escondida leva o título de ‘Viewpoint’ (Ponto de vista) e foi fotografada por James Knight em Buckinghamshire. Esse pequeno caracol iluminado criou uma sombra que chamou a atenção de Knight, que então recompôs a imagem e esperou que o animal chegasse até o final dessa samambaia para tirar a foto.

O ganhador na categoria retratos de animais foi Mark N Thomas, que fotografou uma espécie de peixe em Gwynedd, no norte do País de Gales. Thomas, que deu o nome de ‘Tommy’ à sua imagem, disse que “esse peixe estava sempre no mesmo lugar em todos os meus mergulhos”.

Na mesma categoria, paciência foi a palavra chave para essa elogiada foto de filhotes de coruja feita em Sussex, no sul da Inglaterra, por Richard Peter. “Tentar enquadrar os três e fazer com que eles olhassem na minha direção foi uma tarefa difícil.”

Robert Canis ganhou na categoria Grã-Betanha botânica, com esta imagem que capta a relação simbiótica entre um pequeno cogumelo e árvores gigantes.

Muitas vezes, não é uma questão de aproximar a câmera da natureza, mas da natureza se aproximar da câmera, como se vê na categoria detalhes naturais. A imagem vencedora na categoria, feita por Michael Gallagher, mostra os olhos de uma lula, que segundo ele, se aproximou “intrigada com a câmera, e com o intruso que fazia bolhas.”

Joseph Amess, de 15 anos, foi o vencedor na categoria de fotógrafos de 12 a 18 anos, com essa impressionante foto de um chapim-real levantando vôo em Suffolk, no leste da Inglaterra. As imagens ganhadoras serão exibidas na Mall Galleries em Londres, do dia 2 a 7 de setembro antes de partirem para um tour nacional.

Fonte: BBC Brasil
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...