domingo, 19 de mayo de 2013

Entre a cidade e o campo

Imagens tocantes de comunidades isoladas e cidades em transformação estão entre as vencedoras da primeira edição do prêmio de fotografia Syngenta Photography Award, cujo tema foi "Rural-Urbano".
Na categoria de Trabalhos Profissionais - a de maior prestígio - o vencedor foi o polonês Jan Brykczyński, que recebeu um total de US$ 40 mil em prêmios por uma série que mostra cenas da vida dos habitantes de Árnes, uma comunidade isolada na Finlândia.
A italiana Mimi Mollica levou o segundo lugar por fotografias feitas nas proximidades de Dacar, capital do Senegal, e o mexicano Pablo Lopez Luz levou o terceiro prêmio por imagens da Cidade do México.
Na categoria de Competição Aberta (que ofereceu prêmios de US$ 5 mil a US$ 2 mil) o brasileiro André François levou o terceiro lugar com uma sequência de imagens feitas em uma favela em Nairóbi, no Quênia.
A vencedora dessa categoria foi uma coleção de fotografias de Holly Lynton sobre comunidades rurais americanas, e o segundo lugar ficou com o ucraniano Vitaliy Popkov, por uma sequência de imagens feitas na região de Kirovograd.


O tema da primeira edição do prêmio de fotografia Syngenta Photography Award foi "rural-urbano". Na categoria de Competição Aberta, o brasileiro André François levou o terceiro lugar com uma sequência de imagens feitas em uma favela em Nairóbi, no Quênia - entre elas, a cena acima (crédito: André François)


Na mesma categoria, o ucraniano Vitaliy Popkov ganhou o segundo lugar com imagens feitas na região da cidade de Kirovograd, na Ucrânia. A cena acima, por exemplo, mostra uma mulher carregando lenha em meio a um campo nevado para aquecer a sua casa (crédito: Vitaliy Popkov)


A vencedora dessa categoria foi uma coleção de fotografias da americana Holly Lynton. "Faço minhas fotos em comunidades rurais que estão lutando para manter suas tradições e recursos naturais, apesar dos desafios da globalização, da competição de outras tecnologias, do agronegócio e até do clima", explicou ela (crédito: Holly Lynton)


Já na categoria Trabalhos Profissionais o vencedor foi Jan Brykczyński, da Polônia, que recebeu um prêmio total de US$ 40 mil. Ele ganhou a competição com uma série que mostra cenas da vida dos habitantes de Árnes, uma comunidade isolada na Finlândia - como a que pode ser vista acima (crédito: Jan Brykczyński)


A italiana Mimi Mollica levou o segundo lugar por fotografias feitas nas proximidades de Dakar, no Senegal. "Nem sempre nos damos conta de que o desenvolvimento às vezes é um processo irracional e fraturado. Meu retrato de uma Dakar em transformação chama a atenção para esses aspectos", explica (crédito: Mimi Mollica)


Com imagens da Cidade do México e seus arredores, o mexicano Pablo Lopez Luz conseguiu o terceiro lugar na categoria Trabalhos Profissionais. Segundo Luz, sua principal preocupação era retratar o efeito sobre a paisagem e os habitantes de uma cidade de sua "superpopulação, falta de estrutura e planejamento" (crédito: Pablo Lopez Luz)


Outras imagens finalistas também foram incluídas em uma exposição organizada pelos promotores do Syngenta Photography Award. Esta é uma delas (crédito: Isabella Pacini).


Segundo os juízes, a competição foi apertada, e ótimas fotografias acabaram não sendo premiadas. Entre elas está essa imagem de um estacionamento em Washington (crédito: Anna Beeke).


Nessa imagem, Alessandro Gassani retrata uma adolescente cozinhando ao lado de um trilho de trem (crédito: Alessandro Gassani). 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...