jueves, 8 de noviembre de 2012

Uma Questão de Cor

Uma exposição aberta nesta quinta-feira em Londres traz fotos do pai da fotografia moderna, o francês Henri Cartier-Bresson, que nunca foram exibidas na Grã-Bretanha.
O objetivo da mostra "Cartier-Bresson: A Question of Colour" ("Cartier-Bresson: Uma Questão de Cor") é mostrar, através de imagens, o ideal de fotografia do francês, que era contra o uso das imagens coloridas.
No entanto, Cartier-Bresson não conseguiu passar adiante esta ideia a seus discípulos. Ele foi um dos fotógrafos mais influentes da história, mas grande parte dos jovens que ele influenciou preferiu usar imagens coloridas.
A mostra na Somerset House, em Londres, traz imagens também de Ernst Haas, Joel Meyerowitz e William E. Ewing.


Dez fotos do fotógrafo francês Henri Cartier-Bresson - considerado o pai do fotojornalismo moderno - estão em exibição na Somerset House, em Londres. As imagens nunca haviam sido exibidas na Grã-Bretanha.


As fotos estão entre as primeiras tiradas por Cartier-Bresson em seu plano de retratar o cotidiano de americanos comuns. Cartier-Bresson era contra a fotografia colorida, que ainda era uma tecnologia relativamente nova nos anos 1950.


A exposição mostra como outros fotógrafos na Europa e nos Estados Unidos se apropriaram do estilo "momento decisivo" cunhado por Cartier-Bresson. Inspirado no francês, o fotógrafo alemão Fred Herzog retratava a classe trabalhadora e sua relação com a cidade.


Mesmo que seu trabalho tenha influenciado a geração seguinte, a fotografia em preto-e-branco estava com seus dias contados. Para novatos como o austríaco Ernst Haas, a cor fazia parte da nova visão fotográfica da época.


Joel Meyerowitz passou a usar apenas fotografia colorida em 1972, dez anos depois de sua primeira experiência. Mesmo nesta época, ainda havia resistência ao uso de cores. Em 2001, Meyerowitz foi o único fotógrafo com acesso irrestrito ao Marco Zero, logo após os atentados de 11 de setembro.


William E. Ewing, o curador da mostra em Londres, disse que a exposição revela que Cartier-Bresson "exerceu influência poderosa sobre os fotógrafos, que adotaram o novo meio... apesar de sua atitude cética em relação ao valor artístico da fotografia colorida."


'Cartier-Bresson: Uma Questão de Cor' foi feita em associação com a Positive View Foundation, e estará em exibição na Somerset House, em Londres, até o dia 27 de janeiro.

Fonte: BBC Brasil
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...