martes, 31 de enero de 2012

Papel de parede.


Uma artista peruana se "camufla" para se tornar parte de papéis de parede floridos que são tema de sua mais recente série de fotografias.
Cecilia Paredes, que atualmente vive nos Estados Unidos, usa tecidos e tintas para se misturar aos panos de fundo de seus autorretratos.
Uma equipe de pintores pode passar até sete horas tentando acertar as cores e formas exatas em seu corpo.
O processo é tão delicado que, se a artista sorri, mexe o rosto ou fala enquanto está sendo pintada, a tinta racha e é preciso começar tudo novamente.
"Eu tenho uma equipe de assistentes. Nós acertamos a luz, a maquiagem, a ideia que queremos passar, tudo com antecedência, para que esteja tudo pronto quando estou pintada", explica Paredes.
"No início, queria que outra pessoa posasse, mas logo percebi que, para fazer tudo exatamente do jeito que eu queria, eu teria de ser o objeto."
A artista diz que a inspiração para a série de fotografias Landscapes (Paisagens) são lugares onde ela esteve ou que "perdeu" no tempo.
Como Paredes se divide entre Lima, no Peru, e os Estados Unidos, ela queria trabalhar com o tema da constante mudança de casa.
"A intenção não é ser uma 'artista escondida', mas ser parte da paisagem, dizer 'eu estive aqui'."


Uma artista peruana se 'camufla' para se tornar parte de papéis de parede floridos que são tema de sua mais recente série de fotografias. Fotos: Cecilia Paredes / Caters News



Cecilia Paredes, que atualmente vive nos Estados Unidos, usa panos e tintas para se misturar ao fundo de seus autorretratos.


Uma equipe de pintores pode passar até sete horas tentando acertar as cores e formas exatas em seu corpo.



Em algumas imagens, o corpo de Paredes é envolto por um pano.



"Eu tenho uma equipe de assistentes. Nós acertamos a luz, a maquiagem, a ideia que queremos passar, tudo com antecedência, para que esteja tudo pronto quando estou pintada", explica Paredes.



O processo de pintura é tão delicado que se a artista sorri, mexe o rosto ou fala enquanto está sendo preparada, a tinta racha e é preciso começar tudo novamente.



"No início, queria que outra pessoa posasse, mas logo percebi que para fazer tudo exatamente do jeito que eu queria, eu teria de ser o objeto."



A artista diz que a inspiração para a série de fotografias Landscapes (Paisagens) são lugares onde ela esteve ou que "perdeu" no tempo.



Como Paredes se divide entre Lima, no Peru, e os Estados Unidos, ela queria trabalhar com o tema da constante mudança de casa.



"A intenção não é ser uma 'artista escondida', mas ser parte da paisagem, dizer 'eu estive aqui'", explica Paredes

Fonte: BBC Brasil 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...