viernes, 4 de noviembre de 2011

Calendário reúne fotos de fenômenos meteorológicos na Austrália

Em sua 28ª edição, o Calendário do Clima Australiano traz as melhores imagens de fenômenos meteorológicos feitas por pessoas de todo o país.


O calendário é produzido pelo Departamento de Meteorologia da Austrália e pela Associação Meteorológica e Oceanográfica Australiana, com fotos selecionadas em um concurso nacional.
As melhores imagens ilustram os meses do ano.

Em 2012, a seleção inclui um arco-íris duplo em uma praia de New South Wales, uma tempestade que anunciava um dos maiores ciclones que já passaram pela região de Queensland e o reflexo das nuvens no maior lago de sal do país.
O calendário é a publicação mais popular do Departamento, com 50 mil cópias vendidas anualmente.


O Departamento de Meteorologia da Austrália e a Associação Meteorológica e Oceanográfica Australiana divulgaram as fotos que farão parte do seu calendário de 2012. Acima, um arco-íris duplo na praia de Wombarra, em New South Wales
Foto: Matt Smith/Australia´s National Meteorological Service


As imagens mais bonitas enviadas de todo o país ilustram cada mês do ano. Acima, sulcos provoados por uma enchente em Channel Country, Queensland 
Foto: Helen Commens/Australia´s National Meteorological Service


O calendário também traz informações sobre as variações do clima nas 12 principais cidades australianas. Na imagem, uma tempestade se aproxima da Baía de Undertown, no sudeste de Victoria
Foto: Stephanie Hall/Australia´s National Meteorological Service


O calendário é feito todos os anos com imagens escolhidas em um concurso nacional. Na foto, uma tempestade de areia em Warralong, no noroeste da Austrália
Foto: Suzanne Pollard/Australia´s National Meteorological Service


O fotógrafo foi para Montanhas Azuis, em New South Wales (foto) após ouvir a previsão de que ali aconteceria uma nevasca com ventos de mais de 50 km/h, em 2008
Foto: John Martyn/Australia´s National Meteorological Service


Raios em uma tempestade tropical em Darwin, no norte do país. No período mais úmido do ano, entre outubro e abril, a região tem mais tempestades e chuvas de monção. Em dezembro, Darwin chega a ter 20 dias de trovoadas
Foto: Mark Percival/Australia´s National Meteorological Service


O calendário está em sua 28ª edição e é a publicação mais popular do Departamento, com 50 mil cópias vendidas anualmente. Acima, um salgueiro coberto de neve em Rosewhite, Victoria
Foto: Paul Burgess/Australia´s National Meteorological Service


Nuvens rolo no Cabo Tourville, na Tasmânia. A formação incomum das nuvens foi capturada por uma fotógrafa amadora, após uma aula
Foto: Susan Mace/Australia´s National Meteorological Service


Um meteorologista em serviço tirou a foto acima, que mostra uma nuvem lenticular no norte da Tasmânia. A formação geralmente acontece perto de montanhas
Foto: Barend Becker/Australia´s National Meteorological Service


A tempestade sobre Brinard Station, em Queensland (foto) era o primeiro sinal da passagem do ciclone Yasi, um dos mais poderosos da história da região, em fevereiro de 2011
Foto: Gina Harrington/Australia´s National Meteorological Service


Também seguindo uma previsão do tempo, uma moradora de Sydney foi até a reserva McKay, em Palm Beach, para registrar a neblina
Foto: Kathryn Lynch/Australia´s National Meteorological Service


Altos cúmulos no céu são refletidos no Lago Eyre, o maior lago de sal da Austrália, quando ele voltou a encher, em 2010. As secas e cheias do lado estão associadas à chegada dos fenômenos El Niño e La Niña na região
Foto: Matt Smith/Australia´s National Meteorological Service

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...